A gente por aqui!?

 – Nossa, hein! E essa vida que você anda levando? Maior monotonia! – Pfff… é, você não acha que está gastando muitas energias? Tarde demais pra gente… Aliás, pra mim! – Sua mole!… Continue reading

Here’s to Spain

(Texto que achei perdido e não publicado. É, devia ter postado antes, o timing não é o forte dele. Tá valendo.) Após um ano e meio vivendo na França, um gosto gigante por… Continue reading

How many chances?

“We only live once. How many chances have we got?” – Maria Flor em 360o Se eu não tivesse medo, eu cantaria na janela dele. Eu já até sei que música, eu já… Continue reading

Por aquele verão que começou em Roma

Na famigerada infância dos anos 90, nós queríamos ser a Xuxa só para descer da nave espacial e deixar beijinhos de batom cor-de-rosa por aí. Queríamos ser a Angélica para ter uma pinta… Continue reading

A incapacidade de ser leve

Nessa vida de leva e traz não se tem escolha. Permanecer leve é a única saída. Ser leve é a única opção quando se deve voar. Constantemente jogar fora o que pesa, por… Continue reading