Cadê?

Hoje, assim como nos últimos dias, fui almoçar sozinha. Quando estou sozinha tenho a péssima mania de escutar a conversa alheia.

Na verdade, acho que todo mundo faz isso, mas apenas algumas pessoas assumem. Nesta segunda-feira de sol, eu escutei a conversa de almoço de 3 garotas.

Elas deviam ter mais ou menos uns 25, não mais de 30, anos. Uma, a que parecia ser mais nova, contava sobre o ex-namorado, que ela deveria encontrar nos próximos dias e estava em pânico de aparecer sozinha.

Queria aparecer linda e com um homem bonito ao lado. Cogitou uma possibilidade: levar algum amigo, nem se fosse algum amigo gay. A outra logo começou a descrever o homem perfeito e a cara do ex em ver tal situação. “Imagina, você chega com um cara alto, fortinho, inteligente?? Ele ia ficar arrasado.”.

A que contava o caso, num ápice de lucidez, respondeu: “Se eu tivesse um amigo assim, não seria só amigo.”… me contive pra não rir alto – ia dar na cara que eu tava ouvindo…

Eu, no alto na minha lucidez, ainda questiono outro ponto: será que ele ia ficar arrasado? Mulher tem um problema sério com orgulho. Eu sei, eu sou mulher.

Não importa, ele nem deve gostar mais dele, nem ela deve gostar mais dele. Mas, mulher… quer sair por cima, sempre. Mulher sempre gosta do cara que não ta nem aí. Na verdade, ela não gosta dele.

Só quer provar pra si mesma que pode ficar com o cara que não ta nem aí pra ela. Esses dias li no blog do Cafa que o essencial pra conquistar uma mulher é ser o cara mais fofo do mundo e depois sumir. PUF! Mais uma apaixonada. “Poooor que ele sumiu?”.

Eu também não sei, mas sei que funciona.

————

Tá, eu sei, eu sou a que mais gosta de comédia romântica nesse mundo. Mas esse filme é legal pra alguém deixar a ficha finalmente cair. Enjoy it.

Advertisements